Serviços
acessibilidade



Publicado em: 21/05/2021 - Última modificação: 11/06/2021 - 13:59
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Prefeitura e Sabesp iniciam fiscalização das ligações clandestinas na rede de esgoto

MEIO AMBIENTE - As irregularidades nas ligações domiciliares são um dos maiores causadores do despejo irregular de esgoto nos rios, praias e vias públicas da região.



Compartilhar:

Com o objetivo de preservar o meio ambiente e contribuir com a qualidade de vida, e saúde dos moradores, a Prefeitura de Itanhaém em parceria com a Sabesp, vem realizando a fiscalização dos imóveis que possuem redes de esgoto em situação inadequada. As irregularidades nas ligações domiciliares são um dos maiores causadores do despejo irregular de esgoto nos rios, praias e vias públicas da região.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagramno Facebookno Twitterno Youtube e no Flickr

Em conjunto, as secretarias de Obras e Desenvolvimento Urbano e Planejamento e Meio Ambiente, estão seguindo o cronograma de ações, do programa “Esgoto Certo”, que contribui para a regularização dos imóveis não conectados à rede de esgoto ou que possuem ligações clandestinas de esgoto nas redes de águas pluviais e vias públicas. Neste primeiro momento, as fiscalizações acontecem nos bairros, Vila Balneária e Praia do Sonho.

Segundo o secretário de Planejamento e Meio Ambiente de Itanhaém, Cesar Augusto de Souza Ferreira, as fiscalizações iniciaram após o mapeamento das áreas atingidas. “Atualmente, a cidade de Itanhaém está recebendo grandes investimentos em saneamento básico, porém os imóveis precisam regularizar as ligações nas redes coletoras, para que o meio ambiente não sofra danos por tais irregularidades, principalmente nos rios, praias e também para a preservação da saúde e qualidade de vida das pessoas”, afirmou Cesar Ferreira.

O secretário de Obras e Desenvolvimento Urbano, Vinícius Camba, explica que as equipes de fiscais da prefeitura, junto a Sabesp, visitam os imóveis com ligações irregulares, notificando os proprietários e autuando, quando necessário. “Após a visita, e a notificação da irregularidade, um prazo é oferecido para cumprir a regularização, quando esse prazo não é respeitado, os proprietários podem sofrer autuações”, explicou.

Para que o esgoto tenha o destino correto, é fundamental que os donos de casas e estabelecimentos comerciais realizem a ligação de seus imóveis na rede de esgoto local. Além de proteger o meio ambiente, o investimento contribui para qualidade de vida e a saúde da população.