Serviços



Publicado em: 09/11/2021 - Última modificação: 22/11/2021 - 10:11
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Alunos da Escola Municipal Eugênia Pitta recebem palestras sobre autoconhecimento

EDUCAÇÃO - Os temas abordaram a prevenção da gravidez na adolescência, educação sexual, e a importância das metas profissionais e pessoais. A ação foi destinada aos alunos do 8º e 9º ano



Compartilhar:

A Escola Municipal Eugênia Pitta Rangel Veloso, em parceria com o Projeto Teia de Valores e o Projeto de Vida, realizou na manhã desta segunda-feira (8), mais uma etapa da série de ações trabalhadas com os alunos do 8º e 9º ano que integram a disciplina de Ensino Religioso.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

Por meio de palestras, a iniciativa objetivou oportunizar aos alunos a orientação em busca do autoconhecimento das metas profissionais e pessoais, construção de valores para a convivência em sociedade e o autocuidado sexual, incentivando a reflexão, busca de soluções, consequências de suas ações e opções, bem como a capacidade de superar dificuldades.

Um dos temas mais importantes abordados foi sobre a prevenção da gravidez na adolescência, juntamente com uma palestra sobre educação sexual, ministrada pela enfermeira Juliana Trindade, que também contou com o depoimento de vida, da professora Cintia Rodrigues. “A educação sexual nas escolas, por mais que seja um assunto delicado, preserva e cuida dos nossos jovens para que essa parte da vida deles não afete os sonhos profissionais e seus projetos de vida”, afirmou a enfermeira.

Para o aluno Luiz Gustavo Carvalho dos Santos, de 15 anos, a palestra e o bate papo contribuem para solucionar dúvidas sobre o tema. “Muitos colegas não possuem a liberdade para falar desses assuntos em casa, abordar esse tema na escola torna o ambiente mais confortável e seguro para compartilhar dúvidas que vão além das matérias escolares”, disse.

“Esse é um assunto que quando abordado paralelamente com a importância do futuro profissional, chama mais a atenção dos jovens. Acredito que o diálogo seja o melhor meio de conscientizar e mostrar aos alunos que a vida sexual deve ser levada com muita seriedade para não criar obstáculos desnecessários em suas vidas”, explicou a diretora da escola, Aline Freitas.