Serviços
acessibilidade



Publicado em: 26/11/2021 - Última modificação: 12/12/2021 - 11:35
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Carreta da Mamografia oferece exames gratuitos até dia 11

SAÚDE - Mulheres entre 50 e 69 anos poderão ser atendidas de forma gratuita e sem necessidade de pedido médico



Compartilhar:

Em Itanhaém, mulheres entre 50 e 69 anos poderão realizar o exame de mamografia de forma gratuita e sem necessidade de pedido médico a partir da próxima terça-feira (30). Isso porque a carreta do Programa Estadual “Mulheres de Peito” estará no Município para oferecer à população um dos procedimentos mais importantes para a saúde feminina. Os atendimentos acontecem até o dia 11 de dezembro, na Praça Narciso de Andrade, no Centro.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

Os exames serão realizados de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e serão distribuídas 50 senhas (por ordem de chegada) a partir das 8 horas. Aos sábados serão 25 senhas distribuídas, e o horário de atendimento das 8 às 12 horas. Para ser atendida é necessário comparecer nos dias e horários disponíveis portando RG e cartão SUS.

As mulheres com idade entre 35 a 49 anos, e acima de 70 anos, também podem ser atendidas, desde que apresentem o RG, cartão do SUS e solicitação médica. É importante lembrar que se forem detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, a paciente será convocada para análises complementares.

“A vinda da carreta de mamografia permite que as mulheres da nossa cidade tenham o acesso facilitado a este importante mecanismo de prevenção e bem estar”, afirmou o prefeito Tiago Cervantes.

Vale ressaltar, que caso as mulheres não consigam ir até a carreta de mamografia, o programa Mulheres de Peito também oferece agendamento pelo telefone 0800-779-0000. O contato fica disponível de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

 DADOS

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), um estudo sueco mostrou que mulheres com câncer de mama que realizaram o procedimento de mamografia periodicamente apresentaram redução de 60% na taxa de mortalidade – 10 anos após o diagnóstico – em comparação àquelas que não o fizeram.