Serviços



Publicado em: 02/12/2021 - Última modificação: 07/12/2021 - 18:12
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Vandalismo é crime. Denuncie!

CONSCIENTIZAÇÃO - Nas últimas semanas foram registradas inúmeras ações de vandalismo e roubo de fiação elétrica em locais públicos, trazendo aumento de gastos públicos com a manutenção dos itens danificados



Compartilhar:

A Prefeitura de Itanhaém segue com a campanha para combater atos de vandalismo e dano ao patrimônio público no município. O objetivo é conscientizar a população de que vandalismo é crime e que é necessário denunciar para inibir este tipo de ação.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

O ato de vandalismo contra o patrimônio público é crime. Munícipes e turistas podem fazer denúncias por meio do telefone da Guarda Civil Municipal, 153 ou na Polícia Militar, pelo telefone 190.

Nas últimas semanas foram registradas inúmeras ações de vandalismo e roubo de fiação elétrica em locais públicos. A orla da praia tem sido um dos locais onde estes atos são mais frequentes, trazendo prejuízos para toda a população além do aumento de gastos públicos com a manutenção dos itens danificados.

Fato que aconteceu recentemente também na Praça Kardec Rangel Veloso, na Praia do Sonho, que trouxe prejuízo ao sistema de iluminação e segurança do local, que é um importante ponto turístico da cidade.

“A Prefeitura, por meio das câmeras de monitoramento busca identificar os autores destas ações, mas a participação da comunidade é muito importante para que possamos reduzir esses incidentes e termos uma cidade mais limpa, organizada e segura para todos”, afirmou o prefeito Tiago Cervantes.

Os tipos mais comuns de ocorrências de depredação do patrimônio público em Itanhaém são furtos de objetos, incluindo fios e cabos de cobre; destruição de equipamentos públicos, como peças de parquinhos e academias ao ar livre; arrombamento de portas de quadras poliesportivas e de prédios de unidades escolares com furto de computadores e outros objetos. Há ainda registro de ações como pichação de paredes e muros de prédios públicos.