Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Relações Institucionais
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 14/08/2019 - Última modificação: 19/08/2019 - 22:33
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Hepatite C é silenciosa e perigosa: o teste pode salvar sua vida; procure uma USF

TESTE RÁPIDO - O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas



Disponibilizado em todas as Unidades de Saúde da Família (USFs) de Itanhaém, o teste de hepatite C pode salvar a sua vida

Compartilhar:

Ser facilmente transmitida e passar anos sem dar sinal são os principais perigos da hepatite C. Isso porque o primeiro sintoma da doença pode aparecer em forma de câncer no fígado, cirrose ou pode evoluir à morte. Em contrapartida, as complicações podem ser evitadas por meio de um teste rápido, seguro e que é considerado o primeiro passo da cura. Disponibilizado em todas as Unidades de Saúde da Família (USFs) de Itanhaém, o teste de hepatite C pode salvar a sua vida. Procure a USF mais próxima da sua residência, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

“É importante que todos façam o teste, pois são diversos os meios de transmissão. Além disso, o teste é extremamente sigiloso e a doença tem tratamento e cura”, relata o secretário de Saúde, Dr. Fábio Crivellari Miranda. Causada pelo vírus VHC, a doença é transmitida por contato sexual e, principalmente, durante o compartilhamento de seringas, agulhas ou instrumentos de manicure, tatuagem, piercing, escova de dentes e lâminas de barbear.

Leia mais
Vacinação contra o sarampo prioriza pessoas com até 29 anos

Apesar da facilidade para a procura e realização do teste, ainda existem pessoas que não sabem da infecção. O agravante é a população com idade a partir de 40 anos, pois até 1993, não havia teste para a detecção da hepatite C.


Palavras-chave: , , ,