Serviços
acessibilidade



Publicado em: 11/09/2019 - Última modificação: 16/11/2020 - 11:26
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Estudantes aprendem a cuidar do meio ambiente com materiais recicláveis

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - Uma das características do projeto é mostrar às crianças os efeitos do excesso de lixo no planeta e como a reciclagem pode reduzir os danos



As atividades envolveram papel, vidro, plástico e metal

Compartilhar:

“Tudo no mundo se transforma, mas a primeira mudança precisa vir de nós”. A frase é da coordenadora de Educação Ambiental Roseli Raunaimer sobre o projeto ‘Tudo se Transforma no Centro de Educação Ambiental’, desenvolvido com os estudantes da Escola Municipal Ignez Martins. Uma das características da ação é mostrar aos estudantes os efeitos do excesso de lixo no planeta terra e como a reciclagem pode contribuir para diminuir os impactos causados ao meio ambiente.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

O excesso de descarte incorreto de lixo é uma das questões preocupantes em relação ao bem-estar do ecossistema. Esses resíduos, quando não são devidamente descartados, levam poluição a rios, mares, matas e até ambientes urbanos, responsáveis por enchentes e perigo iminente à saúde pública.

Além de mudar os hábitos sobre o descarte correto de embalagens e resíduos, o projeto quer incentivar a prática do consumo consciente, baseando-se no conceito dos três Rs da sustentabilidade: reduzir, reutilizar e reciclar, que consiste em pequenas mudanças de hábito no dia a dia.

Leia mais
Centro Ambiental apresenta a estudantes curiosidades sobre o ecossistema
Projeto trata de questões atmosféricas com estudantes da Rede Municipal

No Centro de Pesquisa e Educação Ambiental, os alunos foram encaminhados ao auditório, onde participaram de um bate-papo com Roseli Raunaimer sobre excessos de lixos e seus efeitos, com o apoio de vídeos institucionais e lúdicos.

Na segunda etapa da visita, os alunos foram levados ao espaço externo, o ‘Teia da Vida’, e divididos em quatro grupos. Cada um ficou responsável em transformar o lixo reciclável (papel, vidro, plástico e metal) em objetos reutilizáveis, estimulando, assim, a criatividade e o trabalho em equipe.

“Nós estamos trabalhando isso em sala de aula. Para os alunos é muito bom por em prática o que estão aprendendo no papel. Dá para perceber que eles gostaram bastante”, afirma a professora da Escola Municipal Ignez Martins, Cláudia Maria Gomes.

Entre as criações dos alunos, vasos feitos de garrafas de vidro e adornados com esmalte e barbante, um cofre em forma de foguete feito de garrafas pet, um robô feito de caixa de papelão, brinquedos e bonecos. “Gostei muito. Foi a primeira vez que eu fiz este tipo de trabalho”, diz Lauren Camile, de 9 anos.


Palavras-chave: , , , , , ,