Generic selectors
Resultados exatos
Buscar por títulos
Buscar por conteúdo
Buscar
Buscar em páginas
Filtrar por categorias
Administração
Assistência e Desenvolvimento Social
Comunicação Social
Desenvolvimento Econômico
Educação, Cultura e Esportes
Fazenda
Fundo Social
Gestão e Controle
Governo Municipal
Habitação
Leia Mais
Mais Notícias
Negócios Jurídicos
Obras e Desenvolvimento Urbano
Planejamento e Meio Ambiente
Procuradoria Geral
Relações do Trabalho
Relações Institucionais
Saúde
Sem categoria
Serviços e Urbanização
Trânsito e Segurança Municipal
Turismo
Publicado em: 09/10/2019 - Última modificação: 09/10/2019 - 11:41
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Mais de quatro mil estudantes elegem seus vereadores mirins nesta quinta-feira

DEMOCRACIA - Cerca de 120 candidatos disputam as 11 cadeiras da Câmara Mirim de Itanhaém



Beatriz, Enzo, Hemerson, Neemias e Stephanie são alunos da escola Noêmia Salles e fazem parte da comissão organizadora das eleições

Compartilhar:

Nesta quinta-feira (10) 4.500 estudantes vão às urnas em Itanhaém. Eles elegerão os seus representantes na Câmara Mirim da Cidade. São cerca de 120 candidatos disputando as 11 cadeiras de vereadores do parlamento.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

Onze escolas da rede municipal de ensino participam das eleições, que envolvem alunos do 6º ao 9º ano. Cada unidade elege um vereador ou vereadora mirim e o seu respectivo suplente, que dá um total de 22 eleitos.

O processo eleitoral começou em agosto com as inscrições dos candidatos. Para participar, o aluno pode ter, no máximo, 15 anos e apresentar um plano de governo com as suas propostas e justificativas em áreas de interesse público como Educação, Cultura, Saúde, Transporte, Trabalho e Direitos Humanos.

Durante o processo de eleição, os alunos se engajaram nas campanhas, fizeram panfletos, cartazes e até programas eleitorais. Na manhã desta quarta-feira (9), alunos EM Noemia Salles Padovan assistiam na TV as propostas dos 17 candidatos a vereador da escola. Aliás, na unidade, o Câmara Mirim foi levado muito a sério.

Cartório Eleitoral realiza cadastro biométrico no Paço Municipal

Estudantes da EM Harry Forssel conhecem profissões do mundo jurídico

Eles montaram uma comissão organizadora com alunos do 9º, que elaboraram cadernos de votação semelhantes aos das eleições oficiais e até mesmo um sistema de urna digital, que utiliza os equipamentos e conhecimentos do projeto Aprendizado do Futuro. A votação nessa escola será eletrônica e acompanhada por “fiscais” devidamente identificados pelos próprios familiares do alunos.

O projeto Câmara Mirim é coordenado pelo Projeto Teia de Valores, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes e é resultado de uma lei municipal apresentada pelo vereador e presidente da Câmara, Hugo Di Lallo.

Coordenadora do Teia de Valores, Daila Dualattka conta que o Câmara Mirim é um projeto que trabalha o pensamento crítico dos alunos e incentiva o protagonismo juvenil nas questões relevantes da sociedade. “O nosso objetivo é estimular o sentimento de pertencimento nos alunos, que eles sejam cidadãos ativos, que discutam e busquem soluções para os problemas dos locais onde vivem”, explica.

A diplomação dos 11 vereadores titulares e os seus 11 suplementes já está marcada para 5 de dezembro. E a posse será na segunda sessão da Câmara Municipal de Vereadores do mês de fevereiro de 2020.


Palavras-chave: , , , , , , ,