Serviços



Publicado em: 31/10/2019 - Última modificação: 16/11/2020 - 11:19
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Contra a dengue: Controle de Endemias realiza orientações em cemitérios para Dia de Finados

CUIDADOS - O mosquito transmissor da doença precisa de água parada para se proliferar, e a água dos vasos de flores pode se tornar uma opção para o aedes aegypti



A equipe do Controle de Endemias, da Vigilância Sanitária, está afixando cartazes informativos nos cemitérios da Cidade

Compartilhar:

Dedicado a orações e homenagens àqueles que se foram, o Dia de Finados acontece neste sábado (2). Mas você sabia que a homenagem a um ente querido pode acabar se tornando o pontapé inicial para a transmissão da dengue? Isso porque o mosquito transmissor da doença precisa de água parada para se proliferar, e a água dos vasos de flores pode se tornar uma opção para o aedes aegypti. Por isso, a equipe do Controle de Endemias, da Vigilância Sanitária, está afixando cartazes informativos nos cemitérios da Cidade.

 Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

As orientações abrangem os cuidados necessários com vasos de planta com pratinhos, bem como embalagens plásticas e vasos de argila. Além disso, a equipe também orientou os funcionários dos cemitérios do Centro e do Coronel. Vale lembrar que preencher o prato base e o vaso com terra é uma opção, mas é necessário posicioná-los em local que se manterá seco.

“Quando deixados, os vasos acumulam água vinda da chuva, o que propicia a proliferação do mosquito. O combate à dengue começa em pequenos gestos e por isso contamos com o apoio da população”, explica a agente de endemias, Sandra Santos.

Leia mais
Feriado de Finados; confira a programação da Prefeitura e expediente administrativo

DENGUE

Causada por um arbovírus, a dengue é uma doença grave que apresenta dor abdominal intensa, vômitos persistentes, acúmulo de líquidos, sangramento de mucosas, irritabilidade, tontura e queda de pressão como principais sintomas. Vale lembrar que existem quatro tipos de vírus de dengue (sorotipos 1, 2, 3 e 4) e todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis, porém as pessoas mais velhas ou as pessoas com alguma doença crônica têm maior risco de desenvolver outras complicações.


Palavras-chave: , , ,