Publicado em: 29/01/2020 - Última modificação: 29/01/2020 - 18:14
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Adote um novo hábito: guarde lacres de alumínio e tampinhas de plástico e ajude o próximo

SOLIDARIEDADE - Fundo Social promove campanha que resulta em cadeira de rodas para quem precisa



A ideia da iniciativa é beneficiar quem precisa com gestos simples da própria população

Compartilhar:

Que tal começar o ano adotando um simples hábito que pode ajudar alguém que precisa? Inicie 2020 reparando nos pequenos detalhes e crie o costume de guardar lacres de alumínio (como de latinhas de refrigerantes, sucos e outras bebidas) e tampinhas de plástico (como de produtos de limpeza, refrigerantes e até de canetas), pois este gesto resulta em uma cadeira de rodas para quem precisa. A campanha é realizada pelo Fundo Social de Solidariedade de Itanhaém.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

A ideia da iniciativa é beneficiar quem precisa com gestos simples da própria população. Para ajudar, basta você reservar uma garrafa pet em casa e depositar os lacres ali até enchê-la, bem como fazer o mesmo com tampinhas plásticas em uma sacola. Bares e restaurantes da Cidade também possuem garrafas pet de 2 litros que servem para abrigar os lacres de alumínios de consumidores do local.

Após completar a garrafa e/ou a sacola, você pode levá-los ao Fundo Social, ou entrar em contato para que a equipe do órgão vá até sua casa retirar a sua contribuição. O Fundo Social de Solidariedade funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 11h30 e das 13 às 16 horas, e fica na Rua Cunha Moreira, 61, no Centro.

Leia mais
Fruto da campanha “Olha esse lacre!”: Fundo Social doa cadeira de rodas à entidade
Nova geração entra na onda da campanha “Olha esse lacre!”, agora só falta você!

“Na maioria das vezes, lacres e tampinhas acabam no lixo. Guardá-las é um gesto simples que pode, literalmente, transformar vidas. A causa é especial, espero que a população participe efetivamente, pois dependemos da contribuição de cada um”, explica a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Daily Kubagawa Gomes.


Palavras-chave: , , , ,