Publicado em: 20/03/2020 - Última modificação: 13/04/2020 - 14:19
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Contra fake news, a informação: não compartilhe conteúdos falsos

SAÚDE - Em época de pandemia do coronavírus, um simples compartilhamento pode prejudicar a saúde pública



Só confie em informações de órgãos oficiais

Compartilhar:

Na era digital, as fake news (termo inglês para ‘notícias falsas’) vêm ganhando força por meio de compartilhamentos nas redes sociais. Porém, em época de pandemia do coronavírus, um simples compartilhamento pode prejudicar a saúde pública. Por isso, só confie em informações de órgãos oficiais e não colabore com a onda de notícias falsas. Confira abaixo os principais mitos sobre a doença COVID-19.

 Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook e no Twitter

Para evitar a confusão de informações sobre o novo vírus, o Ministério da Saúde recebe “informações virais” sobre o coronavírus por meio do WhatsApp (61) 99289-4640. Desta forma, os dados são analisados por técnicos do Governo Federal. Então, caso você receba algum conteúdo de veracidade duvidosa, é recomendado entrar em contato com os técnicos do Ministério.

 Leia mais
A prevenção ao coronavírus começa por você: saiba como inibir a transmissão
Sintomas de coronavírus? Saiba onde encontrar atendimento especializado
Prefeitura anuncia medidas preventivas contra a disseminação do coronavírus

É importante que fique claro que, segundo o Ministério da Saúde, até o momento, não há medicamento, vacina, ou outro método específico que sirva de prevenção ao coronavírus. Assim sendo, a melhor maneira de se prevenir da doença ainda é adotar cuidados redobrados de higiene pessoal, evitar aglomerações e contato com objetos ou pessoas infectadas.

Prejudicando o conhecimento da população, diversas informações que não são verdadeiras estão sendo compartilhadas centenas de vezes. Não se deixe acreditar nelas, conheça as principais fake news circuladas na internet e esteja pronto para desmentir qualquer uma delas:

  • Beber água ou chá quente mata o vírus;
  • Existe cura contra o coronavírus;
  • Álcool gel não é eficaz, vinagre é;
  • Gargarejos combatem o vírus nos primeiros dias, quando ele este está restrito na garganta;
  • Chá de abacate com hortelã previne contra coronavírus;
  • Há óleos para combater o coronavírus;
  • O vírus é resistente em superfícies metálicas, lá ele se mantém vivo por até 12 horas;
  • Chá imunológico combate o coronavírus;
  • Vitamina C + zinco combatem o novo vírus;
  • Há medicamentos específicos eficazes contra o novo coronavírus.


Palavras-chave: , , , , ,