Publicado em: 20/07/2020 - Última modificação: 29/07/2020 - 08:11
comunicacao@itanhaem.sp.gov.br

Agentes de Saúde recebem capacitação de IST/Aids e Hepatites Virais

TREINAMENTO - Serão ministradas ações de prevenção combinada, abordagem ao usuário, encaminhamentos, necessidade de busca ativa de faltosos e sigilo e ética profissional



A USF do Grandesp foi a primeira a obter o curso, executado no dia 22 de julho

Compartilhar:

A Secretaria Municipal de Saúde realiza importante ação de capacitação e atualização aos 144 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) referente às políticas públicas das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), HIV/Aids e Hepatites Virais. Todas as dez Unidades de Saúde da Família (USFs) receberão o treinamento dos profissionais do Programa IST/Aids. A USF do Grandesp foi a primeira a obter o curso, executado no dia 22 de julho.

Siga a Prefeitura de Itanhaém no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Flickr

Confira aqui as imagens

Obedecendo às medidas sanitárias vigentes e de distanciamento social, durante a palestra, os ACS receberam informações sobre o manejo das ISTs, HIV/Aids e hepatites virais, desde as ações de prevenção combinada, abordagem ao usuário, encaminhamentos, necessidade de busca ativa de faltosos, sigilo e ética profissional, entre outros conteúdos relacionados ao tema. Também foram distribuídos materiais informativos e insumos para os agentes.

Leia mais
Influenza: campanha prioriza crianças de 6 meses a menores de 6 anos e gestantes
Aldeia indígena de Itanhaém recebe testes rápidos para detectar coronavírus

“A capacitação dos agentes de saúde dentro dessa temática tem o objetivo de levar todas as informações necessárias para que eles se tornem aptos no que se referem as suas funções dentro da comunidade a qual estão inseridos e para o fortalecimento da prevenção a essas infecções virais”, esclarece a psicóloga e coordenadora do Programa DST/Aids e Hepatites Virais, Marinna Mangueira Ciconetti.

PREVENÇÃO

Um novo medicamento antirretroviral está disponível para reduzir a probabilidade de infecção pelo HIV. Trata-se da Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), que poderá ser utilizada por quem nunca entrou em contato com o vírus, mas que pode estar exposto a ele durante a relação sexual.

É indicado para o público considerado com maior vulnerabilidade ao HIV, como: gays pessoas trans, indivíduos que têm relações sexuais sem preservativos com alguém que seja HIV positivo e que não esteja em tratamento, profissionais do sexo e casais sorodiferentes (quando um está infectado com a doença e o outro não).

Onde procurar atendimento?

Os atendimentos ocorrem de segunda a sexta, das 7 às 17 horas, no Centro de Infectologia de Itanhaém (CINI). Telefone para contato: (13) 3426-3350.


Palavras-chave: , , , , ,